PRÊMIAÇÃO – Cooperativa Paulista de Teatro


Saiu o resultado dos indicados do segundo semestre ao Prêmio da Cooperativa Paulista de Teatro 2009 e a lista final (primeiro e segundo semestre), cuja comissão julgadora foi formada por Claudio Mendel, Deborah Serretiello, Edgar Olímpio de Souza e Valmir Santos.  

CERIMÔNIA ABERTA A TODOS! 

A entrega do Prêmio está prevista para o dia 8 de fevereiro de 2010, às 21h, no Espaço Parlapatões.  Clique no link abaixo e confira quem são os indicados:

 http://www.cooperativadeteatro.com.br/newsDetails.do?id=955

CHAGALL NO MASP


Masp segue

a trilha das

gravuras

de Chagall

Marcos Dávila

“Olhe com atenção uma das gravuras, ela sozinha se põe a fabular.” Foi o comentário do filósofo Gaston Bachelard sobre as ilustrações de Marc Chagall (1887-1985) para as fábulas de La Fontaine. E o melhor ainda estava por vir. Nas litografias de “Daphnis et Chloé”, o artista russo alcança aquelas cores vibrantes tão particulares de sua pintura.

Masp – av. Paulista, 1.578, Bela Vista, região central, tel. 3251-5644. Ter., qua., sex. a dom. e dia 25: 11h às 17h (c/ permanência até as 18h) . Qui.: 11h às 19h (c/ permanência até as 20h). Dia 26: fechado . Abertura 23/1. Até 28/3. Livre. Ingr.: R$ 15 (grátis p/ menores de dez, maiores de 60 anos, ter. e dia 25). Estac. (R$ 10 – convênio). a d i

Fonte: Folha de São Paulo

DICA: Se eu não me engano, toda terça-feira o ingresso é grátis!

ENTREVISTA COM A ARTISTA PLÁSTICA VIVI MINORELLI – Trupe Ortaética 2010


Ana Viviane Minorelli, formada pela Universidade Mackenzie, em Comunicação das Artes (1996), se especializou em    fotografia, trabalhando como assistente fotográfico no estúdio Henrique Lorca. Iniciou seu trabalho pessoal na Austrália  onde realizou duas exposições solo “The eye’s compilation” (2006) e “The Ultra Violet” (2008). Em 2009 volta para o  Brasil, conhece a Trupe Ortaética de Teatro Performático onde trabalha como artista plástica e fotógrafa. Produziu o  cenário digital da peça “Perfeição”, participou de varias intervenções de rua e das aulas de teatro fotografando todos os momentos para a produção dos “vídeo-arte” da Trupe Ortaética.

Em entrevista para o nosso BLOG COLETIVO da Galera Ortaética nos disse o seguinte sobre a Oficina de Fotografia que ministrará:

“Por meio da educação do olhar, a oficina promove uma aproximação nas áreas importantes para a formação do artista da luz: em especial das artes visuais no teatro.


A oficina propicia uma melhora significativa na qualidade das imagens, desenvolvendo o olhar fotográfico e o conhecimento de composição, enquadramento e os efeitos que as cores da luz produzem no palco. Será abordada também a importância da linguagem individual de cada aluno.


Metodologia do Curso.


O Curso será dividido em 20% de aulas teóricas (luz, composição, enquadramento e fotografia noturna) e 80% de aulas práticas – saídas fotográficas e registro das aulas de teatro com recurso da iluminação de palco. Edição do trabalho coletivo.


Material necessário: uma câmera digital e tripé (opcional)”

CURSOS GRATUITOS – temporada 2010 – DEFINIÇÕES E DESCRIÇÕES


TEATRO

Dedicamos quatro grandes turmas de teatro Performático, em diferentes dias e horários, no nosso calendário 2010 por ser uma tradicional oficina artística da Trupe Ortaética e por entendermos que o teatro é sem dúvida a essência que nos move para as demais linguagens artísticas. Em aulas semanais os alunos terão 20% de aulas teóricas e 80% de aulas práticas.

Nos baseamos em diversas metodologias artísticas e pedagógicas, mas temos algumas que são norteadoras de todo o trabalho, destaque para a pedagogia de Paulo Freire e Vigotsky e a fundamentação teatral do “Teatro do Oprimido” de Augusto Boal.

Nas aulas os alunos terão acesso às experimentações corporais, sonoras, sensoriais e estéticas em aquecimentos, alongamentos, jogos teatrais, dinâmicas de grupo, improvisações, construções de cenas, dicção, voz, relaxamento e produção de espetáculo. Além de tudo isso, temos integrado às oficinas teatrais experimentações em performances de rua e intervenções urbanas.

1) CURSO DE TEATRO – turma A (de 15 a 100 anos) ANUAL – 50 vagas

Segundas- Feiras das 19 às 21hs 30min – Professora SOL

2) CURSO DE TEATRO – turma B (de 12 a 18 anos) ANUAL – 50 vagas

Terças-Feiras das 16:30 min às 18h 30min – Professora SOL

3) CURSO DE TEATRO – turma C (de 18 a 100 anos) ANUAL – 50 vagas

Terças-Feiras das 19 às 21h – Professora Thaís

4) CURSO DE TEATRO – turma D (de 18 a 100 anos) ANUAL – 50 vagas

Sábados das 10 às 13h – Professora Thaís

FOTOGRAFIA

Por ser uma linguagem muito valiosa da nossa Cia, a imagem tornou-se ao longo dos anos combustíveis necessários para nossos vídeos, intervenções e eventos festivos.
Pela primeira vez disponibilizaremos essa oficina temática para a comunidade em geral.
Nas aulas semanais além de técnicas,os alunos serão instigados às percepções urbanas, cotidianas; uma experimentação através de símbolos visuais, a poética do olhar. Haverá saídas pela região central de São Paulo para pesquisa de campo.

Oficina de Artes Visuais no Teatro: Fotografia e Cenário (De 15 a 100 anos) Semestral – 20 vagas

CENÁRIO

Integrado às aulas de fotografia, a questão cenográfica está para nós na vertente das artes visuais dentro do teatro,sendo um importante fator de pesquisa. Nossa concepção de cenário passa principalmente pelo CENÁRIO DIGITAL.
No mesmo módulo de fotografia, os alunos terão conceitos de cenários que serão desenvolvidos para os espetáculos produzidos pelas turmas de interpretação.

Oficina de Artes Visuais no Teatro: Fotografia e Cenário (De 15 a 100 anos) Semestral – 20 vagas

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

Todo ser humano é por natureza um contador de histórias, por essa premissa a Trupe Ortaética inaugura essa oficina voltada para educadores e pessoas interessadas.
Dentre os conteúdos abordados nessa jornada de aprendizado os alunos terão: Interpretação, breve introdução gramatical, diversas formas de contar histórias, peças confeccionadas pelos próprios alunos com materiais reaproveitáveis (bonecos e cenários), criação de histórias.

OFICINA DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS (Voltado a Educadores e interessadsos de 16 a 100 anos) BIMESTRAL – 30 vagas – Professora SOL

PERCUSSÃO CORPORAL

Nossa visão de que a arte é mesmo um jogo que requer estratégias vinculadas aos sentidos humanos será mais uma vez degustada nessa nova oficina.
Os alunos aprenderão a instrumentalizar o próprio corpo como recurso sonoro. Como o histórico da Trupe Ortaética remete muito às intervenções de rua, os alunos terão como desafio se apropriarem do espaço urbano e seus temas diários para criar sons, aplicando os conteúdos absorvidos nas aulas.

VIVÊNCIA ARTÍSTICA – WORSHOP “A CONSTRUÇÃO EMOCIONAL DO ATOR” (de 19 a 27 anos) BIMESTRAL – 15 vagas

Quartas e Sextas-Feiras das 19:30min às 22h – Alex Giostri

INICIAÇÃO MUSICAL

Integrado às aulas de Percussão Corporal, essa oficina terá um grande artista convidado e um turbilhão de sensações a experimentar.
Os alunos terão noções básicas sobre a estrutura musical e a diferenciação de ritmo, velocidade, intensidade, volume e etc.

OFICINA DE PERCUSSÃO CORPORAL E INICIAÇÃO MUSICAL (de 16 a 100 anos) BIMESTRAL – 20 vagas

segundas-Feiras das 10 às 12h – Professora Thaís

MALABÁRIS

Nosso envolvimento com o circo é constante, seja em nossas pesquisas audiovisuais, teóricas e práticas, seja em nossas intensivas performances de rua provocando a impessoalidade urbana.
Em 2010 temos essa oficina especial com a rica experiência de estreitar as relações das técnicas circenses com nossos alunos. Não temos a pretensão de formar malabaristas, mas sim de aproximar os alunos desse jogo envolvente. Nas aulas semanais os alunos terão aquecimentos, alongamentos, exercícios de coordenação motora e debates sobre a história do circo no Brasil.

OFICINA DE MALABARIS (de 10 a 100 anos) BIMESTRAL – 20 vagas

Quartas- Feiras das 14 às 16h – Césinha Prado

DRAMATURGIA

Essa oficina está em sua segunda edição em nossa companhia, ela aborda a questão da escrita pessoal e coletiva, instiga o aluno a conhecer seus caminhos literários e a fazer uma análise dos detalhes do dia-a-dia.
Obs: Essa oficina terá inscrições abertas apenas no mês de Junho.

A CONTRUÇÃO EMOCIONAL DO ATOR

Curso Exclusivamente voltado para ATORES formados ou em formação, para essa oficina é preciso ter experiência na área cênica.
Serão abordados aspectos de psicodrama e grandes pensadores a respeito da subjetividade do ator interferindo no seu processo de construção de personagem.

VIVÊNCIA ARTÍSTICA – WORSHOP “A CONSTRUÇÃO EMOCIONAL DO ATOR” (de 19 a 27 anos) BIMESTRAL – 15 vagas

Quartas e Sextas-Feiras das 19:30min às 22h – Alex Giostri

Inscrições somente pelo site: http://www.tiagoortaet.com.br até dia 26/02 ou até esgotarem as vagas.
Local dos Cursos: Rua: Galvão Bueno, 782 sala 1209 – 12º andar – Liberdade São Paulo SP (Próximo ao Metrô São Joaquim)
tel.: 3388-1168 ou
DISK-ORTAÉTICA: 9996-4606

AVALIAÇÃO DAS OFICINAS DE TEATRO 2009 parte II


Sol Borges também foi recentemente contratada pela Trupe Ortaética, logo numa fase de muitas mudanças, precisávamos de fato da energia que ela nos trouxe, precisávamos que seu empenho e dedicação somassem às nossas incansáveis lutas diáras por novos espaços, novos projetos e sonhos novos.
Asim aconteceu, Sol brilhou na Trupe e a tendência é que façamos juntos cada dia mais pela Arte e pelas pessoas atendidas.
A profissional é Graduada em Pedagogia e Professora da Prefeitura e Guarulhos, mas sua maior formação, ao meu entender, é a formação que não se aprende em escola alguma, a formação no teatro amador, nos palcos nessa cidade afora.
em 2010 nossa ousadia nos impulsiona a inaugurar após muitos estudos, o curso de CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS também gratuito a todos interessados.
Diante da maratona de atividades de 2009, Sol fez as seguintes observações:

“Prometo ser breve, mas preciso começar do princípio…



Acabei a faculdade em dezembro de 2008 e sem ainda ter algo em vista na minha área, como era amiga de um gerente de loja, fui trabalhar no shopping assim que acabaram as provas na faculdade. O trabalho era exaustivo, às vezes sentia que meu corpo não ia agüentar o pic do fim de ano, enfim sobrevivi. Em julho deste ano decidi que não iria me importar com o que aconteceria, eu nunca dei chance ao azar e decidi sair desta loja mesmo não tendo nenhum outro trabalho em vista. Pedi minhas contas em uma sexta-feira. Na segunda-feira estava em casa e recebi uma ligação inesperada. Era uma funcionária da prefeitura de Guarulhos me convocando para assumir uma sala de educação infantil de um concurso que eu passei, mas que nem sonhava que seria chamada logo. Dei pulos de alegria e até o instante de assinar os papéis não acreditava que era verdade.


O Thiago Ortaet (coordenador da Trupe Ortaética) havia me chamado no começo do ano para integrar a equipe de professores da Trupe, mas por alguns motivos, não foi possível minha contratação. Nesta mesma segunda-feira anteriormente mencionada, o Thiago me ligou perguntando se eu ainda estaria interessada em dar aulas de teatro na Trupe. Foi emoção demais para um dia só. A partir de então, passei a levantar muito cedo e dormir bem tarde, mas só o que eu precisava era dormir, repor as energias e no outro dia começar tudo de novo. Eu amo o que faço.


Trabalhar com crianças nos ajuda a relembrar a pureza que perdemos depois que nossos corpos cresceram.


Trabalhar com pessoas e arte nos torna mais humanos, mais conscientes de que existem pessoas que vivem na “caverna de Platão” e que por questão, muitas vezes ideológica, não conseguem ver o lado de fora. A arte expande horizontes e é muito bom poder dividir, somar e multiplicar experiências.


Faço teatro a 8 anos: já fiz cursos, atuei, dirigi, escrevi, produzi, mas ainda não havia ministrado aulas. Estava com medo, acredite, não é só dar aulas e produzir uma peça no término do curso, lidamos com pessoas, com seus sentimentos, personalidades, problemas, talentos, sonhos, limitações, etc… Mas eu adoro desafiar a mim mesma. E se quiser me ver suando a camisa, diga a palavra mágica: “Eu Duvido”. Não fui perfeita eu sei, mas insisti em fazer o meu melhor.


O coração batia forte a cada aluno que chegava para mais um dia de aula e foi assim até o último dia que estive com eles. Procurei atender as necessidades de interpretação nesse curto período de tempo com jogos teatrais, exercícios, dança, improvisações, enfim, as peças começaram a ser ensaiadas: escolher as personagens, decorar os textos, criar a gênese das personagens, marcações de cena, criar mapa de luz, sonoplastia, ensaios no palco. O tempo é curto, as peças não ficarão prontas… Ensaios extras. Nos desdobramos e enfim, as peças estavam prontas, os atores nervosos, mas prontos para dizerem algo ao público. A mensagem foi passada lindamente, o público aplaudiu. Ainda que uns tenham absorvido mais, outros menos, nem público, nem alunos, nem ninguém sai uma tabula rasa depois de se envolver com o mundo incrível da arte. “ Sol Borges


AVALIAÇÃO 2009 – DRAMATURGIA NA TRUPE ORTAÉTICA


A Trupe Ortaética de Teatro Comunitário tem a honra de receber em seus espaços de cusos o escritor e cineasta Alex Giostri que há muitos anos dedica-se além das artes também à área social.
Voluntário em nosso projeto de Arte/Educação o artista carrega consigo uma bagagem profissional que generosamente é transmitida a nossos alunos sempre em constante formação.
Alex tem brilhantes passagens pela ONG NÓS DO MORRO, pela UFRJ, por jornais relevantes do país e além de seu extenso currículo é editor e autor de diversos livros.
De sua estada na Trupe Ortaética de Teatro Comunitário faz as seguintes reflexões:

“Da trupe o que eu posso dizer é que se trata de uma iniciativa necessária, com fins objetivos, com pessoas engajadas.
Na realidade, toda iniciativa que tenha o outro como fator primeiro deve ser vista como genuína, desde, naturalmente, que esteja no campo da construção, do crescimento, da solidariedade.
As atividades lá oferecidas, na trupe, são de viés artístico, no entanto, carregam todas em suas entrelinhas uma questão da identidade, da formação, e, neste sentido, agem por linhas, às vezes, ou em sua maioria, invisíveis formando ou re-formando indivíduos que a procuram para uma coisa, mas que, na realidade, precisam de outra.
O que quero dizer é que o indivíduo ao procurar uma determinada atividade procura-a por ela mesma, mas também por algum outro motivo, esse de origem desconhecida até a si próprio.
E é desse motivo de origem desconhecida que nós – os educadores e os responsáveis pela formação da identidade emocional de quem nos procuram – precisamos nos ater para assim atender a todos de uma maneira realmente edificadora.



Da minha primeira iniciativa o que posso dizer é que foi inusitada. Nem eu esperava apresentar uma atividade de literatura e dramaturgia fora de uma Universidade.
E foi interessante lidar com pessoas que estavam ali, mas sem um fim objetivo de querer se dedicar à escrita e à dramaturgia. Num curso direcionado geralmente atendo a autores novos e experientes e o que se dá é a troca de olhares, de maneiras de vir uma mesma coisa, uma mesma situação vista por inúmeros ângulos.
É uma troca sadia. E na atividade oferecida dentro da trupe, que não era para autores e sim para quem queria conhecer um pouco mais, o que tentei priorizar foi o lado humano. Na medida em que nós estávamos em grupo, num grupo de pessoas interessadas num assunto, eu propus um mergulho ao mundo interno, que é o que é o mundo de um autor.

O autor vive em sociedade, no entanto, a sua realidade mesmo é interna. Na verdade, a de todas as pessoas, mas há uma tendência natural em acreditarmos que o mundo é aquele ou aquilo que se vê. E não é. O mundo é aquele que se constrói através da maneira de olhar a imagem externa das coisas e das pessoas. O que nós achamos dessa ou daquela pessoa não é o que ela é, é o que nós achamos que é. O que nós achamos dessa ou daquela rua, daquele bairro, não é o que é, é o que achamos que é através de nossa vivência e de nossa tendência natural comparativa, o que é natural e até sadio, sob uma determinada ótica. Enfim: fiz a oficina e penso que a próxima terá que ser melhor, que eu tenho que me prender ao eu de cada um, mas que fundamentalmente que preciso de pessoas que de fato queiram escrever e que escrevam no processo, no decorrer das atividades.


Da minha segunda iniciativa o que posso dizer é que será uma atividade um tanto dura, que mexerá com o eu secreto de cada um. É uma atividade voltada para atores e o que nós iremos discutir em sala serão os sentidos, as reações, as ações, o mundo, as pessoas, as construções, as idealizações, os sonhos, as utopias, a criança.
O que menos interessa na minha sala são as interpretações. Um ator não interpreta na minha sala, ele vivencia a sua própria existência, ele desconstrói aquele alicerce mal construído, aquele alicerce construído equivocadamente.
Trato da alma, das intenções, da vida. Não há ator bom que não seja um homem bom e não há ator bom que não seja culto. E isso não sou eu que digo, basta uma rápida pesquisa na vida dos atores a quem qualquer um de nós admira.
Atuar é uma arte, o ator é uma ferramenta. O emocional do ator é o seu alimento. Como lidar com essa ou aquela emoção se nós não a conhecemos verdadeiramente? Como saber o que dizer no pior momento se nós não lidamos corajosamente com a dor?
O aplauso que me interessa em sala de aula é o aplauso da criança de cada um para cada conquista. Não se trata de egocentrismo, mas de realizações, de motivações, de utopia, de necessidade. A quem for fazer boa sorte. A mim, que eu consiga administrar aos 15 participantes.


Quanto à minha intervenção maior em estar junto à trupe.
Sou um milagre da vida. Fruto da literatura e do mundo da ficção. Não gosto do mundo real. Prefiro a fantasia e sempre que posso estou nela. Ainda prefiro o mundo infantil, mesmo tendo responsabilidades reais e duras de um adulto. Venho dedicando a minha vida às palavras e ao silêncio há alguns anos. Passei doze anos no Rio de Janeiro e os últimos três, recluso num apartamento de frente à praia, numa praia vazia, um paraíso para uma pessoa como eu. Lá escrevi muitas coisas e estudei alguns autores e a mim mesmo. Vim parar em São Paulo há um ano e aqui estou adoecido pelo barulho, pela multidão que passa pelas calçadas diariamente, pela vida dura do dia a dia. Já tenho a certeza que não será aqui a minha velhice. Acredito na troca, creio que daqui não se leva nada. Acredito na educação, na possibilidade de oferecer algo a alguém. Acredito que cada um de nós pode dar um pouco de si para o vizinho, amigo, parentes etc. No meu caso, penso que posso dar esse pouco que sei, e não é demagogia, não é muita coisa mesmo, para outras pessoas que talvez precisem desse meu olhar sobre esse ou aquele assunto.


Quando contribuo com iniciativas como essa, o que não é a primeira vez, eu penso estar colaborando com o país. Penso que se eu puder tocar uma pessoa dentre 30 que passem por mim, eu já realizei o que acredito. E também é uma espécie de lavação de alma. Vejo o mundo, eu acredito na vida, olho-o e sei que dele nada levarei. Pra quê levar o conhecimento então? Vamos dividir. E é o que tento fazer em qualquer iniciativa artístico-educacional a que eu me proponha estar à frente.


Faço o que faço, pois se eu escrevo qualquer pessoa pode escrever. Se eu roteirizo, qualquer um pode roteirizar. Se eu sou boa pessoa, qualquer um pode ser também. Sou, portanto, o que a palavra é para mim, a ferramenta; sou a ferramenta que a vida quer que eu seja. Amém!”
ALEX GIOSTRI

GRATIDÃO POR MAIS UMA PARCERIA – NOSSA ARTE, NOSSA FORMA DE POESIA


À DALTROZO PRODUÇÕES

RUA ITARARÉ, 168 – AP: 96 – CERQUEIRA CESAR – SP – 01308-030.

luquedaltrozo@uol.com.br

A Trupe Ortaética de Teatro Comunitário agradece a DALTROZO PRODUÇÕES a colaboração na formação de nossos alunos de teatro, nossa gratidão é pela gentileza de ter nos sido cedido 15 ingressos grátis para alunos do Curso de Dramaturgia apreciarem o espetáculo “O ano do pensamento mágico”, monólogo de Imara Reis.

Nossa organização artística trabalha na capacitação de crianças, jovens e adultos em oficinas teatrais que creditam autonomia e valores embasados na sociedade contemporânea.

Conosco mais de 600 alunos já concluíram os ciclos temáticos ao longo de nossos três anos de existência; portanto outorgamos a vossos olhares atenciosos nossos mais nobres sentimentos de parceria por uma sociedade mais humana e reflexiva.

Esperamos contar convosco em outras oportunidades e estejam certos de que nossas ações educativas, artísticas e culturais estarão sempre a vossa disposição.

Sem mais.

São Paulo, 27 de novembro de 2009.

________________________

Professor Tiago Ortaet

Coordenador-Fundador da Ortaética®

CURSO DE TEATRO GRATUITO – INSCRIÇÕES 2010


ESTAMOS DE VOLTA!

Esse ano a Trupe tem muito a oferecer! Ampliamos a quantidade e a variedade dos cursos, com o intuito de aprimorar o conhecimento de cada participante.
A largada já foi dada e você não pode ficar de fora:

CURSO DE TEATROturma A (de 15 a 100 anos) ANUAL – 30 vagas
Segundas- Feiras das 19h às 21h30 – Professora Sol Borges
CURSO DE TEATRO turma B (de 12 a 18 anos) ANUAL – 30 vagas
Terças-Feiras das 16h30 às 18h30 – Professora Sol Borges
CURSO DE TEATROturma C (de 18 a 100 anos) ANUAL – 30 vagas
Terças-Feiras das 19h às 21h30 – Professora Thais Aguiar
CURSO DE TEATROturma D (de 18 a 100 anos) ANUAL – 30 vagas
Sábados das 10h às 13h – Professora Thais Aguiar
OFICINA DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS
(Voltado a educadores e interessadsos de 16 a 100 anos)
BIMESTRAL – 30 vagas
Quintas-Feiras das 19 às 21h – Professora Sol Borges
OFICINA DE MALABARIS (de 10 a 100 anos)
BIMESTRAL – 20 vagas
Quartas-Feiras das 14h às 16h – Césinha Prado
OFICINA DE ARTES VISUAIS NO TEATRO – FOTOGRAFIA E CENÁRIO
(de 15 a 100 anos) SEMESTRAL – 20 vagas
Quintas-Feiras das 19h às 21h – Viviane Minorelli
OFICINA DE PERCUSSÃO CORPORAL E INICIAÇÃO MUSICAL
(de 16 a 100 anos) BIMESTRAL – 20 vagas
Segundas-Feiras das 10h às 12h – Professora Thais Aguiar e Paulo Gianini
VIVÊNCIA ARTÍSTICA – WORSHOP “A CONSTRUÇÃO EMOCIONAL DO ATOR”
(de 19 a 27 anos) BIMESTRAL – 15 vagas
Quartas e Sextas-Feiras das 19h30 às 22h – Alex Giostri
As inscrições poderão ser feitas via internet: www.tiagoortaet.com.br
Qualquer dúvida contate-nos: 3388-1168 – Disk Ortaética 9996-4606 – E-mail: trupeortaetica@yahoo.com.br – Local: Galvão Bueno, 782 Liberdade (Próximo ao Metrô São Joaquim) Sala: 1209 * 12º andar.

AOS COLEGAS COM CARINHO – A TRUPE SE FAZ DE GENTE FORTE!!!


Embasbacado, envolto por um ar de encanto, ou algo além de tudo isso, assim que eu posso classificar minha emoção em ver no palco da Trupe Ortaética tamanha sensibilidade, tamanha força do trabalho.

Sol parabéns pela sua garra, disposição, vontade e energia. Sua estada na trupe é um raio que ilumina bastante as idéias nossas.
Entenda o seguinte: Sua ousadia me deixa feliz de saber que tenho pessoas como você, de coragem e enfrentamento no projeto que conduzo.
Sei que ainda teremos muito a desvendar nessas aventuras artísticas. Seguimos firmes e fortes para construir um trabalho vindouro a cada dia.

Lucas sua energia esfuziante de garoto é dosada com sua responsabilidade de homem. “Dedicação total a você” esse slogan cai bem pra você!!! (rsrsrsrs) gosto muito mesmo de seu compromisso com nosso trabalho e sei que ele crescerá cada vez mais. Cada dia que passar a maturidade vai chegando e fazendo de você um grande profissional das artes. Mas não se esqueça de estudar muito!!!
Quando apostei em você não estava errado, quando lhe trouxe para perto das responsabilidades de um projeto em fase experimental era para traduzir a essência da juventude com o protagonismo juvenil. Parabéns pela estrada que já percorremos e vamos juntos para tantas outras.

Célia sua juventude transborda em todos nós, sua disposição em ser útil é tão grande que posso lhe dizer: — Você é necessária para qualquer companhia artística que deseja vencer.
Sua morada artística conosco mostra que quanto mais diversa melhor uma equipe. Você é prova dessa integração humana que a Trupe tem. Sua presença é mesmo um presente!!!

Césinha, hábil, sagaz, perspicaz e certeiro; suas características florescem com imensidão na nossa Trupe. O trabalho sempre deve ser coletivo e seu espírito de equipe é uma marca especial que une todo um trabalho. Parabéns pela dignidade e disposição com que luta por nós em cada cena, em cada ato, em cada novo evento.
Valorosa é sua presença conosco!!!

Vivi como você mesmo sabe você foi uma aluna que despertou atenção pela disposição em ajudar. Lembra da colaboração em arrumar toda a bagunça dos camarins??? Pois então, daí por diante, era preciso que você estivesse mais próximo das minhas idéias mirabolantes. Você foi parceira nessa jornada.
Sua parceria é constante, intensa e digna. Conviver com sua mente de arte é bastante interessante para nossas aprendizagens diárias como artistas. Seu olhar é um bem para nossas construções. Parabéns pela mentalização de dias melhores através desse veículo mágico que é a arte.

Fernando, querido, você foi uma das primeiras pessoas, depois de mim, a acreditar nesse projeto da Trupe Ortaética, vejo desta forma, pois você em momento algum nos abandonou, mesmo com os problema de saúde e demais barreiras que pudessem ter aparecido, você esteve sempre junto, acreditando, valorizando, incentivando, fazendo parte dos eventos, estudando, aprendendo e acima de tudo ensinando a ter “GARRA” pois você é muito forte.
Você é um troféu que a Trupe tem e sei que é pra sempre; não importa a maneira da participação, mas a amizade é mesmo pra sempre! Continue estudando que aprovaremos ainda muitos projetos…

Alex que prazer em te receber, receber a generosidade humana que lhe é peculiar. Nesse pouco tempo estando conosco você demonstrou que solidariedade é uma palavra sinônimo de amor; amor ao que faz, amor a arte e, sobretudo disposição em fazer um mundo melhor, um mundo possível com pessoas mais compromissadas.
Que nossa parceria seja cada dia mais vindoura para que façamos dias incríveis de reflexão.

Elza, obrigado por crer na força da nossa arte, por apostar na nossa capacidade criadora e acima de tudo por financiar esse sonho.

Renata, gentil, cordial e disposta a resolver todas as possíveis amarras que apareçam, ela tem esse dom de tranformar nós em laços. Obrigado por essa parceria tão fortuita.

Aos Departamentos do Sindicato dos Metalúrgicos (Imprensa, Manutenção, CPD, Almoxarifado, Segurança, Limpeza, Recepção, Contabilidade, RH e tantos outros que nos auxiliaram quando precisamos) saibam que se demos trabalho é para que o trabalho seja 100%, intenso, voraz e inesquecível. Em 2010 seremos ainda mais presentes nos corredores dessa casa de lutas.

Estendendo meus agradecimentos a todos alunos e espectadores, amigos e apoiadores da Trupe Ortaética, desejo a nós muita saúde, paz, fé e boas férias para que possamos voltar com FORÇA MÁXIMA nesse projeto que é meu sonho compartilhado com você! Pois sonho que se sonha junto é realidade!!!
Sucesso.
Tiago Ortaet

Fundador da Trupe Ortaética
17/12/2009

ENCERRAMENTO – III FORMARAU


APRESENTAÇÕES – ENTREGA DE CERTIFICADOS

“QUANDO AS MÁSCARAS CAEM”
e
“TRABALHAR É PRECISO,SONHAR É OBRIGAÇÃO”

Uma equipe e tanto!

Roda Mundo, Roda Gigante…

A injustiça aprisiona nossos ideais!

“Se o povo está merda…”

Uma cena “preferencial”

Catadoras de lixo, citam ESTAMIRA:
“Não tem mais inocente, tem esperto ao contrário”

Bem vindo ao mundo da hipocrisia!
(casal se utiliza da gravidez para dar o golpe do aluguel)

“E assim caminha a humanidade, guiada pela hipocrisia
dos nossos próprios desejos” (Thais Aguiar)

“Já fui Xavante, já fui Caraíba, já fui Tupi,
já fui Jê, já fui Guarani…”

“É possível que tudo isso não seja nada impossível”

TRABALHAR É PRECISO, SONHAR É OBRIGAÇÃO





Rito Vital desse Dezembro


Deus obrigado por me escolher para ser receptor de energias humanas, recarregáveis com a própria humanidade.
Missão de fato, artefato e felicidade.
Obrigado por me permitir ser instrumento de arte para revelar tantas identidades sufocadas pelos números e massas desses tempos neutros.
Obrigado por me conceder liderança pelo fruto do bem, pela semente da paz, pela raiz da sensibilidade humana e por poder conhecer tanta gente entregue a esta experiência de arte.
Ortaética já é marca espalhada em toda parte.
Que pelos meus olhos passeiem as mais poéticas imagens e que nesse deleite de vida eu compartilhe sonhos com meus amigos. Relatos, tatos e abrigos!
Que minha jornada seja longa para que eu possa atravessar o tempo costurando idéias de um mundo inventado, um mundo feito possível.
Que meu suspiro chegue aos corações alheios e que eles também se permitam sentir o “frio na barriga” antes de uma apresentação teatral. Melodias do corpo, gestos de vida e uma herança cultural.
Que a oração de um artista não se esvaia num texto, mas que sagrado seja em diário vital, em palco de madeira ou de asfalto e sobretudo em rito cênico.
Olhai por nós platéias itinerantes, sagazes o bastante pra confrontar idéias, pra rimar os compassos com a vida sempre frenética, pra fazer consagrar a Trupe Ortaética.
Evoé!

Tiago Ortaet
À Trupe Ortaética de Teatro Comunitário

III FORMARAU – MAIS UM SHOW, UMA CERIMÔNIA POPULAR, UM RITUAL – É o teatro servido a todos!!!




TRUPE ORTAÉTICA DE TEATRO COMUNITÁRIO apresenta:

III FORMARAU

Uma celebração do teatro social imperdível, uma demonstração da força da nossa arte, uma comunhão artística.

Rua: Galvão Bueno, 782 Liberdade (Próximo ao metrô São joaquim) tel. 3388-1168 * há estacionamento no local. ENTRADA FRANCA.

Equipe Ortaética 2009

Thaís Aguiar, Sol Borges, Ana Viviane Minorelli, Lucas Alexandre, Césinha Prado, Alex Giostri, Fernando dos Reis e Célia Gnecco.
Coordenação Tiago Ortaet

http://www.tiagoortaet.com.br

RESUMO DA SEMANA TEATRAL * De 16 a 23 de Novembro





Trupe Ortaética em revista

Essa semana a equipe teatral terá um dia de trabalho inusitado em companhia da turma do MEU GURI, será um expediente exclusivo no Litoral Norte de São Paulo. Esse evento é uma promoção do RH do Centro da Criança e do Adolescente Meu Guri que pretende estabelecer maior interação entre os funcionários.
A Trupe Ortaética já se organiza para mudanças em 2010, iniciativas que deram certo com certeza serão mantidas, porém a avaliação de todo trabalho acontecerá em breve no mês de Dezembro, pois logo em Janeiro elaboraremos nosso planejamento anual com muitas novidades.
Um tema emergente nos nossos preparativos é o III FORMARAU que dessa vez acontecerá em 2 dias (05 e 12 de Dezembro) devido ao grande número de atrações; já estão confirmados fotógrafos, cinegrafistas, corais de músicas, iluminador, declamações de poesias, video-arte, atrações musicais e belíssimos espetáculos para essa maratona cultural.
Estamos em produções dos vídeos desse semestre que estão sendo editados pelo Design Rodrigo Gregório sob produção artística do Coordenador Tiago Ortaet.
A oficina de Dramaturgia segue encantando os alunos selecionados, a oficina ARTES DO CORPO desenvolvida na Serra da Cantareira está tendo a participação semanal da Artista Plástica Ana Viviane Minorelli que está ensaiando um musical com a turminha.
Estamos com novas idéias para que cada dia mais essa parceria com o Sindicato dos Metalúrgicos se solidifique proporcionando a todos muita arte e cultura.

INSPIRAÇÃO


Hoje, ao escrever o prólogo para a peça HIPOCRISIA, constatei que isso deveria ser publicado, na esperança de resgatar minha própria crença:

– Já fui Xavante
– Já fui Caraíba
– Já fui Tupi
– Já fui Jê
– Já fui Guarani

– Minha morada eu mesmo construí e sobre essas terras nasceram guerreiros e aprendizes. O respeito nascera junto ao coração dos homens.
– Meu alimento e meu remédio eram frutos do meu plantio. Abundância e cura eram sinônimos de natureza.
– Minha cultura sempre foi preservada e cultuada de geração a geração. Nossas escolas eram sempre ao ar livre e todo aprendizado se dava com a prática.
– Ninguém nos tirava a dignidade, nem menosprezavam nossa inocência, pois éramos homens livres e como tal, criávamos nossas próprias leis.
– Amávamos e odiávamos com o mesmo furor dos animais, no entanto tomávamos consciência de nossos erros e assim adquiríamos a sabedoria.

– Hoje, moro de aluguel e é preciso pensar muito antes de ter um filho, pois o homem já não sabe o que significa respeito.
– Hoje, meu alimento eu compro e sempre corro o risco de ficar sem. A natureza é sinônimo de revolta e abandono.
– Hoje, as escolas parecem prisões e todo ensinamento é obtido através de livros e suposições. A única prática é o trajeto que fazemos até ela para no final justificarmos nossa competência impressa num pedaço de papel.
– Hoje, substituímos a dignidade pela esperteza e a inocência pela malícia. Não somos mais livres e nem escolhemos nossas próprias leis.
– Nossos sentimentos são frágeis e sem qualquer personalidade, pois a cada dia que passa, perdemos nossos instintos, passando a viver somente em prol dos objetos e não de nós mesmos.

E assim caminha a humanidade, guiada pela hipocrisia dos nossos próprios desejos.

Um desabafo e um pré-convite para assistirem ao espetáculo!

Escrito por Thais Aguiar.


PROGRAMAÇÃO CULTURAL

TEATRO

CINDI HIP HOP (Últimos dias)


Dramaturgia: Claudia Schapira. Direção: Roberta Estrela D’Alva. Com: Alan Gonçalves, Daniela Evelise, Dani Nega e outros. Não recomendado para menores de 12 anos. A ópera, baseada no conto de fadas, mostra a trajetória de quatro cinderelas ao som de hip hop, coreografia e vídeos. Tusp – r. Maria Antônia, 294, Vila Buarque, região central, tel. 3255-7182 r. 41. 98 lugares. Sex. e sáb.: 21h. Dom.: 20h. Até 8/11. Ingr.: R$ 15. Estac. (R$ 6, no nº 176 -convênio). r

AGRESTE



Newton Moreno. Direção: Marcio Aurelio. Com: Joca Andreazza e Paulo Marcello. 60 min. Não recomendado para menores de 14 anos. A premiada peça põe em cena dois atores que interpretam o narrador e os personagens da trama, que enfoca o amor de um casal nordestino. Teatro Commune – r. da Consolação, 1.218, Consolação, região central, tel. 3807-0792. 83 lugares. Sáb. e dom.: 21h. Até 15/11. Ingr.: R$ 5 (campanha Vá ao Teatro), R$ 30 (dom.) e R$ 40 (sáb.). Estac. (R$ 10 -convênio).

QUEM VEM LÁ


Texto: Alexandre Dal Farra. Direção: Rodolfo Amorim. Com: Alexandra Tavares, Clayton Mariano, Felipe Riquelme e outros. 75 min. Não recomendado para menores de 14 anos. A montagem parte do clássico de Shakespeare e de “Hamlet-Machine”, de Heiner Müller. No texto, Hamlet está falido e mora quase de favor no apartamento de seu primo – o grande estilista Fortimbrás. Unidade Provisória Sesc Avenida Paulista -espaço 12º andar – av. Paulista, 119, Bela Vista, região central, tel. 3179-3700. 40 lugares. Sex. a dom.: 19h30. Até 13/12. Ingr.: R$ 5 a R$ 20. Estac. (R$ 7 p/ 4 h mais h adicional, na r. Leôncio de Carvalho, 98 -convênio). a d n

RECONSTRUINDO RICARDO 3 º – PARTE 1


Texto: Shakespeare. Direção: Celso Frateschi. Com: Celso Frateschi, Angelo Brandini, Bruno Gavranic e outros. 90 min. Não recomendado para menores de 14 anos. A montagem do Ágora revisita a primeira encenação feita pelo grupo, em 2006, e apresenta a história do homem que armou uma estretágia para se tornar rei. Ágora Teatro – espaço Ágora – r. Rui Barbosa, 672, Bela Vista, região central, tel. 3284-0290. 45 lugares. Qui.: 21h. Até 17/ 12. Ingr.: R$ 20.


2º FESTIVAL CONTEMPORÂNEO DE DANÇA


A segunda semana do festival tem como destaques “ATP”, da uruguaia Tamara Cubas (dias 6 e 7); “Fatigues”, do português Rafael Alvarez (8/11); e “Danse Nord” e “Yes We Can ? -!”, de Taoufiq Izeddiou (12/11). Galeria Olido – sala Paissandu – av. São João, 473, República, região central, tel. 3397-0171. 139 lugares. Legenda Diet, sex.: 18h30. Fatigues, dom.: 20h. ATP, sex. e sáb.: 20h. Dan se Nord e Yes We Can? – !, qui.: 18h30. Um Corpo que Não Aguenta Mais, qui.: 20h. Até 15/11. 60 min. Não recomendado para menores de 14 anos. Retirar ingr. c/ uma hora de antecedência. a d

CINEMA

BASTARDOS INGLÓRIOS


Inglourious Basterds. EUA/Alemanha, 2009. Direção: Quentin Tarantino. Com: Brad Pitt, Mélanie Laurent e Christoph Waltz. 153 min. Não recomendado para menores de 18 anos. Durante a 2ª Guerra, um grupo de soldados americanos judeus espalha o medo e o terror no Terceiro Reich, assassinando nazistas.
Inteligente, ainda que mantida rigorosamente simples, a trama investe nos atores – e a direção de elenco é a melhor da carreira já celebrada por essa característica de Tarantino. E se comentei acima que Christoph Waltz merecia sua própria crítica, dedico-lhe ao menos um parágrafo. O ator austríaco não dá chance a quem quer que divida a cena com ele. Seu vilão é tão sensacional que Bastardos Inglórios torna-se, sem querer, quase como um filme do Batman, em que são os antagonistas que valem o ingresso. Brad Pitt? Bom e caricato, como o filme exige. Mas Waltz está simplesmente em outra esfera de talento.

AMANTES


Two Lovers. EUA, 2008. Direção: James Gray . Com: Joaquin Phoenix, Gwyneth Paltrow e Vinessa Shaw. 110 min. Não recomendado para menores de 14 anos. Leonard é um homem solteiro que mora em Nova York. Quando duas mulheres entram em sua vida, ele vê tudo virar de cabeça para baixo. Cine Arte Lilian Lemmertz, sex. a dom. e ter. a qui.: 16h30. Cine UOL Lumière 1, 13h30. Espaço Unibanco Augusta 2, ter.: 14h (CineMaterna – projeção digital). Gemini 2, 19h20.

DEIXA ELA ENTRAR


Let the Right One In. Suécia, 2008. Direção: Tomas Alfredson. Com: Kare Hedebrant, Lina Leandersson, Per Ragnar e Henrik Dahl. 114 min. Não recomendado para menores de 16 anos. Menino solitário que é provocado por seus colegas de classe conhece Eli, uma garota que se muda para a vizinhança e só sai de casa à noite. Cine Arte Lilian Lemmertz, sex. a dom. e ter. a qui.: 20h30. Cine Bombril 2, 14h, 16h30, 19h e 21h30. Espaço Unibanco Augusta 4, sex. a qua.: 14h10, 16h40, 19h10 e 21h40. Qui.: 14h10, 16h40 e 19h10.

Os Fantasmas de Scrooge
Animação/Drama – LIVRE


Na véspera de Natal, três espíritos visitam um velho avarento que não acredita no espírito natalino. Com exibição em 3D e IMAX.
(A Christmas Carol) EUA, 2009. Direção: Robert Zemeckis. Elenco: Jim Carrey, Colin Firth, Gary Oldman. Duração: 96 min.


CAMPANHA VÁ AO TEATRO POR APENAS R$ 5,00


Campanha traz mais de 30 peças com ingressos a R$5,00 em São Paulo. De 26/10 a 13/12.

Dia 26 de outubro, o Governo do Estado de S. Paulo em parceria com a Associação Paulista dos Amigos da Arte (APAA) lança a Campanha Vá ao Teatro, que disponibiliza ingressos de mais 30 peças teatrais e circenses por R$ 5,00. A ideia é estimular que as pessoas assistam aos espetáculos que estão em cartaz, ajudando assim na formação de plateia e na difusão cultural.

As produções participantes devem garantir um mínimo de 10% da lotação da sala por apresentação para a campanha, que serão vendidos em forma de vouchers nos postos de venda.

Entre os espetáculos participantes estão: “Valsa Nº 6“, dirigido por Clara Carvalho; “Cloaca”, dirigido por Eduardo Tolentino de Araujo; “Determinadas Pessoas – Weigel”, dirigido por Ariel Borghi; “Nos Campos de Piratininga”, dirigido por Graça Berman; “O Homem Inesperado”, com Paulo Goulart e Nicete Bruno; “A Música Segunda”, dirigido por José Possi Neto; “As Pontes de Madison”, com Marcos Caruso e Jussara Freire, entre outros.

Programação completa e mais informações no site http://www.vaaoteatro.org.br.

Dica da aluna Aline Kátia Melo

Postado por Thais Aguiar

Resumo da Semana Teatral – De 20 a 26 de Outubro de 2009


Trupe Ortaética

A equipe está na etapa final dos preparativos para o “2º Festão da Trupe – Halloween Teatral” que acontecerá dia 31 de Outubro, próximo sábado a partir das 18h; já contamos com a participação de vários artistas e suas performances para animar a noite: mágicos, malabaristas, estátuas vivas, maquiagem artística e banda ao vivo. Além de todas essas atrações haverá também sorteios de passaportes do Playcenter e brindes diversos. Fechamos mais uma parceria com instituições locais; sortearemos na noite da festa uma bolsa de estudos (integral – 1 módulo) para o curso de Inglês na escola “SKill Liberdade”. Essa semana daremos início a Oficina de Dramaturgia da Trupe, “Literatura e Dramaturgia” ministrada pelo escritor e cineasta Alex Giostri, lembramos que a procura foi grande e todas as vagas foram preenchidas.
Contamos também com a participação do coordenador Tiago Ortaet, representando o trabalho comunitário desenvolvido no Sindicato dos Metalúrgicos no evento: II Congresso de Cultura da Cidade São Paulo, no palácio das convenções do Anhembi.
A Trupe Ortaética participará da inauguração festiva do auditório Paulo Pereira da Silva, com o espetáculo “Perfeição” no dia 30 de Outubro às 18h.

Thais Aguiar

RESUMO DA SEMANA TEATRAL – De 12 a 19 de Outubro






Trupe Ortaética em revista!!!

A equipe teatral iniciou processo de montagem de espetáculos com suas turmas. Nas aulas da Professora Thais Aguiar uma das turmas escolheu o tema “TRABALHO”, já a outra turma optou pelo tema “HIPOCRISIA” ambas produções contam com a presença do músico convidado Paulo Gianini; a dramaturgia coletiva é resultado de instalações em diferentes linguagens artísticas.
As turmas da Professora Sol Borges tem se empenhando nas montagens com temas também selecionados pelos próprios alunos “TRABALHO, MACBETH – Adaptação da Obra de Willian Shakespeare e outra livre adaptação do espetáculo “A QUINTA ESTAÇÃO” de Tiago Ortaet.
O registro das aulas são dos olhares apurados da Fotógrafa e Artista Plástica Viviane Minorelli .
A equipe teatral representada pelos integrantes Célia Gnecco, Césinha Prado, Lucas Alexandre, Sol Borges e sob coordenação de Tiago Ortaet, contribuíram para a MARAVILHOSA FESTA ESPECIAL DO DIA DAS CRIANÇAS organizada pelo MEU GURI no ultimo dia 12 de Outubro com ensaios abertos, pinturas faciais e animações circenses.
Mais uma vez a Trupe fecha parceria com grandes artistas. Dessa vez a FABULOSA BANDA DO CURINGA aceitou o convite para animar a GRANDE FESTA TEATRAL que acontecerá dia 31/10 aqui no Sindicato das 18 às 22h com o lançamento do site http://www.tiagoortaet.com.br

Tiago Ortaet

PROCESSO DE MONTAGEM


As turmas da TRUPEORTAÉTICA já iniciaram o processo de montagem das peças que serão apresentadas em Dezembro.
Acompanhem nosso processo através das fotos:
Grupo Itai do Shim (Quinta) – tema: TRABALHO
Grupo Lunos (Sábado) – tema: HIPOCRISIA
Ambos coordenados por Thais Aguiar.

II Conferência Municipal de Cultura * INSCREVA-SE



Inscrições abertas para a II Conferência Municipal de Cultura
O evento acontecerá no Auditório Elis Regina entre os dias 23 e 25 de outubro; As inscrições estarão abertas entre 10 e 22 de outubro. Veja o formulário

A 2ª Conferência Municipal de Cultura da cidade de São Paulo, que será realizada nos dias 23 a 25 de outubro de 2009, é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura, para se integrar ao processo da II Conferência Nacional, convocada pelo Ministério da Cultura (MinC).

O formulário de inscrições ficará disponível até dia 22 de outubro.

Este fórum participativo prevê a reunião de todos os cidadãos interessados nas políticas públicas de cultura, para refletir, formular e deliberar diretrizes e propostas de políticas em âmbito municipal, estadual e nacional.

Serão eleitos na ocasião delegados para participar da Conferência Estadual de Cultura, que será realizada no dia 27 de novembro.
O tema orientador desta Conferencia é “Cultura, Diversidade, Cidadania e Desenvolvimento”, dividido nos seguintes eixos temáticos:

Eixo I – Produção Simbólica E Diversidade Cultural
Foco: produção de arte e de bens simbólicos, promoção de diálogos interculturais, formação no campo da cultura e democratização da informação.
Subeixos:
1.1. Produção de Arte e Bens Simbólicos
1.2. Convenção da Diversidade e Diálogos Interculturais
1.3. Cultura Educação e Criatividade
1.4. Cultura, Comunicação Democracia

Eixo II – Cultura, Cidade E Cidadania
Foco: cidade como espaço de produção, intervenção e trocas culturais, garantia de direitos e acesso a bens culturais.
Subeixos:
2.1. Cidade Como Fenômeno Cultural
2.2. Memória e Transformação Social
2.3. Acesso, Acessibilidade e Direitos Culturais

Eixo III – Cultura E Desenvolvimento Sustentável
Foco: a importância estratégica da cultura no processo de desenvolvimento
Subeixos:
3.1.Centralidade e Transversalidade da Cultura
3.2. Patrimônio Cultural, Meio Ambiente e Turismo
3.3. Cultura, Território e Desenvolvimento Local

Eixo IV – Cultura E Economia Criativa
Foco: economia criativa como estratégia de desenvolvimento
Subeixos:
4.1. Financiamento da Cultura
4.2. Sustentabilidade das Cadeias Produtivas da Cultura
4.3. Geração de Trabalho e Renda

Eixo V – Gestão e Institucionalidade da Cultura
Foco: fortalecimento da ação do Estado e da participação social no campo da cultura
5.1. Sistemas Nacional, Estaduais e Municipais de Cultura
5.2. Planos Nacional, Estaduais, Municipais, Regionais e Setoriais
de Cultura
5.3. Sistema de Informações e Indicadores Culturais

Atenção: para participar com direito a voz e voto é necessário, além de se inscrever, credenciar-se junto à Comissão Organizadora no primeiro dia da conferência.

Para inscrever-se na 2ª Conferência Municipal de Cultura acesse o formulário aqui. As inscrições estarão abertas de 10 a 22 de outubro.
Mais informações sobre os temas, acesse aqui o texto-base da Conferência Nacional.

PROGRAMAÇÃO

Local: Auditório Elis Regina

Endereço: Avenida Olavo Fontoura, nº 1.209 – Anhembi Parque – Santana

23 de outubro (sexta)

19h – Abertura oficial e apresentação dos objetivos e formato da 2ª Conferência Municipal de Cultura.
20h30 – Aprovação do regimento da Conferência.

24 de outubro (sábado)

9h às 13h– Palestras sobre os eixos constitutivos da Conferência.
14h às 18h– Trabalhos em grupos (por eixo temático).

25 de outubro (domingo)

9h às 16h – Plenária – Votação das diretrizes que irão compor o documento final da 2ª Conferência Estadual de Cultura e escolha dos delegados para a Conferência Estadual.
16h – Encerramento

Serviço: 2ª Conferência Municipal de Cultura.
Dias 23, 24 e 25 de outubro de 2009
Auditório Elis Regina
Endereço: Avenida Olavo Fontoura, nº 1.209 – Parque Anhembi
Informações: 3397-0032 (das 14h às 18h)

MÍMICA – Assunto abordado em aula


MÍMICA CORPORAL DRAMÁTICA

Ao opor-se ao silêncio repleto de palavras não verbalizadas da pantomima, a mímica decrouxiana se propõe ação física para falar ao espírito: “O mímico faz a coisa e o espectador, ao ver a coisa material pensa em sua analogia com o espiritual […] Nós mímicos, devemos procurar fazer poesia através das ações, não das palavras”
(Decroux, 2003, p. 105).

Foto: Viviane Minorelli

O mímico corporal dramático é criador de um mundo que fala ao sujeito, individualizado, plural, a favor do fluxo de imagens, emoções, pensamentos, através do corpo que paga o preço da expressão, com um domínio técnico que lhe permite um alto grau de liberdade criativa. O verbo não é substituído por outro não-vocalizado. Livre de códigos, o mímico corporal dramático se pretende prometeico – por sua liberdade transgressora – com o propósito, utopicamente divino, de transformar o mundo através de sua ação, não de suas palavras.
Com a mímica corporal dramática “é preciso tornar visível o invisível” e não o contrário. (Decroux, 1994, p. 200)

Fonte: A produção de sentido na Mímica Corporal Dramática de Étienne Decroux e na pantomima moderna. George Mascarenhas – Formado em Mímica Corporal Dramática pela École de Mime Corporel Dramatique (Paris/ Londres), Mestre em Artes (UFBa), professor do Curso de Artes Cênicas da FSBA.

Postado por Thais Aguiar.

II Congresso de Cultura Ibero-Americano (inscrições urgente)


II Congresso de Cultura Ibero-Americana faz inscrições pela internet
A organização do II Congresso de Cultura Ibero-Americana abre inscrições no site do evento: http://www.congressoiberoamericano.com.br. Para quem deseja participar do congresso, a inscrição é fundamental.
Cultura, economia, sociedade, arte, comunicação – passado, presente e futuro – são as temáticas que vão se fundir durante os trabalhos do II Congresso de Cultura Ibero-Americana, entre 30 de setembro e 3 de outubro, no Brasil. O encontro será realizado no SESC Vila Mariana, em São Paulo, e terá como tema central de debates Cultura e Transformação Social. A iniciativa do Ministério da Cultura em parceria com a Secretaria-Geral Ibero-Americana (Segib) e o Serviço Social do Comércio (Sesc-SP).
Leia mais em Congresso de Cultura Ibero-Americana discute transformação social
Nenhum Comentário para “II Congresso de Cultura Ibero-Americana faz inscrições pela internet”

Teatro é um sonho?


Quantas e quantas vezes me perguntei sobre isso e quantas vezes ainda irei perguntar? Não sei… Dou um abraço no Acaso e peço: por favor, não me responda!
Ao ler as cartas dos alunos interessados em fazer o curso de teatro, automaticamente voltei ao passado, trazendo à tona minha inocência, essa que acabo perdendo quando meu ofício se torna obrigação e não desejo.
Os anseios ali descritos, a expectativa de que a vida melhore, que as cores dos nossos dias se multipliquem como num caleidoscópio, para que tenhamos alternativa. Talvez seja essa a palavra: ALTERNATIVA.
Então, em meio a tantas cartas, penso na quantidade de caminhos (alternativas) que vão se misturar, formando assim um bom e reforçado caldo para nutrir se possível todas as nossas expectativas. Eis os caminhos (alguns trechos de cartas):
“… viver coisas que não viveria, sentir o que levaria existências para sentir. Sou um não ator-frustrado.”
“Aos 66 anos, depois de ficar viúva, estou conhecendo a liberdade em todos os sentidos. Recuperei minha auto estima e só faltava o curso de teatro para fechar o leque de atividades.”
“ …dar continuidade no serviço de expansão da arte e desenvolvimento da visão crítica das pessoas na sociedade.”
“… desenvolver meu crescimento pessoal e profissional.”
“… pois acredito que posso desenvolver ainda mais o talento que tenho para as artes.”
“Para melhorar a comunicação e aprender trabalhar melhor com crianças e perder a timidez.”
“Porque nunca tive condições financeiras para fazer este curso, que sempre foi o meu sonho. Gostaria de realizar este sonho.”
“…quem sabe descobrirei uma Fernanda Montenegro adormecida (rs).”
“Gostaria de participar do projeto para desenvolver não só habilidades sociais, mas também humanas.”
“… para conhecer o lado social do trabalho do grupo e, é claro, conhecer pessoas diferentes e interessantes.”
“Porque estou celebrando minha liberdade aos 70 anos.”
Reafirmo a pergunta: TEATRO É UM SONHO?

Thais Aguiar – professora de teatro da TRUPEORTAÉTICA DE TEATRO PERFORMÁTICO.

Comunicado aos Arte/Educadores e Artistas de São Paulo



PROCURAM-SE PROFISSIONAIS PARA REFLEXÕES ARTÍSTICAS

A Trupe Ortaética de Teatro Performático é um projeto de Arte/Educação Comunitária que surgiu há 20 meses na Zona Norte de São Paulo com crianças e jovens em parceria com os Conselhos Tutelares da região.
Atualmente o projeto instalou-se na região central da cidade para expandir suas relações com o publico, artistas, pesquisadores e instituições, difundindo a arte como ação transformadora do indivíduo e da sociedade.
Há também oficinas realizadas na Serra da Cantareira e intervenções com alunos em vários espaços públicos.
Estamos à procura de artistas de todas as linguagens, arte/educadores que desejem atuar (pesquisar) na área social e profissionais de outras áreas que estejam dispostos em interagir conosco; para PARCERIAS, INTERCÂMBIO CULTURAL e/ou DESENVOLVIMENTO DE PESQUISA ACADÊMICA em nossas ações artístico/pedagógicas.Em nossa equipe encontram-se grandes profissionais graduados e pós-graduados em instituições relevantes do país, além de possuírem experiências artísticas nacionais e internacionais.
Estamos dispostos a interagir em experiências compartilhadas. Buscamos formar uma rede de conhecimento e reflexão sobre o trabalho DA ARTE NO TERCEIRO SETOR. Nossas iniciativas comtemplarão: Palestras, worshops, núcleos de pesquisas, publicações, dentre outros.
Essas experiências discutidas culminarão no 1º FÓRUM BRASILEIRO DE ARTE/EDUCAÇÃO COMUNITÁRIA “idéias para a arte social”.
Dispomos de ampla infra-estrutura e de todo um planejamento em pleno desenvolvimento.

ESPERAREMOS OS INTERESSADOS NUMA REUNIÃO AGENDADA PARA O DIA 03 DE SETEMBRO DE 2009 ÀS 16H NO “PALÁCIO DO TRABALHADOR” Rua: Galvão Bueno, 782 (próximo ao metrô São Joaquim) 14º andar. CONFIRMEM PRESENÇA ATRAVÉS DO E-MAIL ABAIXO.

CERTOS DE QUE MULTIPLICAREMOS UMA ARTE CADA VEZ MAIS SOCIAL.

Atenciosamente

Trupe Ortaética de Teatro Performático
Tiago Ortaet – Coordenação Artística
Palácio do Trabalhador – Rua: Galvão Bueno, 782
Sala: 1209 – Telefone 3388-1168 trupeortaetica@yahoo.com.br
http://www.youtube.com/tiagoortaet * http://www.trupeortaetica.blogspot.com

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA TEATRAL com alunos veteranos da TRUPE


O evento tem a intenção de reunir todos os alunos que já participaram de um ou mais semestres das aulas teatrais nas oficinas artísticas da TRUPE e que desejam continuar conosco. Juntos debateremos:
* NOVAS AÇÕES ARTÍSTICAS
* PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DEMOCRÁTICO
* DIVULGAÇÕES DAS NOVAS VAGAS PARA 2º SEMESTRE

Serei o mediador dessa conversa propositiva que se realizará dia 20 de Agosto de 2009 às 19h no PALÁCIO DO TRABALHADOR (Rua: Galvão Bueno, 782 – Liberdade Próximo ao metrô São Joaquim)

Conto com vocês para que nossa arte se multiplique!

Saudações Artísticas

Professor Tiago Ortaet
8052-1261

4ª Fase do Projeto * "Trupe Ortaética de Teatro Performático"


A Trupe Ortaética consiste em oficinas teatrais com abordagem social, embasadas em metodologias de Arte/Educação Comunitária contemplando as performances de rua e intervenções urbanas.
O projeto foi iniciado em Janeiro de 2008 e desde então obteve crescentes e expressivos números em suas ações artísticas. Foram mais de 350 famílias atendidas, milhares de espectadores e alunos de diversas regiões de São Paulo.
Alçando novos vôos o projeto transforma-se definitivamente num “PROGRAMA CULTURAL” que nesta 4ª fase contemplará um número ainda maior de espectadores e alunos, desta vez otimizando a Região Central de São Paulo e firmando parcerias com outras instituições.
Professor Tiago Ortaet – Coordenação Artística.

Onde Fica?
A Trupe está em nova MORADA: Nesse semestre aterrissamos no PALÁCIO DO TRABALHADOR (Centro de São Paulo).
Para se candidatar é preciso enviar uma breve “Carta de Interesse” e o preenchimento dos dados pessoais, através do e-mail: (solicite ficha de inscrição por e-mail) trupeortaetica@yahoo.com.br ou pessoalmente na Rua: Galvão Bueno, 782 Liberdade (próximo ao metrô São Joaquim).

Por Que Ir?“Nossa companhia teatral popular reúne cidadãos de todas as classes sociais e das mais variadas faixas etárias, é um grupo cada vez maior e mais consistente que agrega valores humanos, atrai pessoas de todos os lugares, integra um emaranhado perspicaz de temas a serem debatidos no âmbito social, uma turma que pensa o coletivo, acolhe, convida, recebe e é notícia.”

Quando Ir?
Inscrições abertas do dia 07 de Agosto a 02 de Setembro para seres humanos de 14 a 100 anos. Aulas iniciarão dia 03 de Setembro – Opções de turmas: As Quintas-Feiras das 19 às 21h ou aos Sábados das 10 às 13h.

Quanto Custa?
OFICINAS GRATUITAS. Custam sua atitude, sua reflexão, seu auto-conhecimento. Custam valores que não tem preço.

Links: http://www.meuguri.org.br * http://www.youtube.com/tiagoortaet * http://www.trupeortaetica.blogspot.com