ALGUMAS DAS NARRATIVAS DE PERCURSO


“meu objeto, minha pena e uma impressão de carinho… Mãos em um dia de chuva” Daniel

“… um pedaço de pano que entendi que como um cobertor no primeiro momento. A música começou e esse pano se transformou em um enorme véu e o usei pra dançar muiti” Regina

“… exposta a mesa, como se houvesse um jantar importante; o outro sentir é a mão esquerda a costurar; costurando uma saia prensada” Clarice

“…. um simples e pequenino pano que teve muita utilidade na minha imaginação. Como se o paninho pudesse me proteger de alguma coisa não muito boa. Depositei tanta confiança no meu paninho que ele acabou rasgando! Mas tudo bem; ele ainda é, foi e será muito útil” Rodrigo

“… Paz, harmonia, sossego, felicidade; poder sentir um poder de viajar no tempo e jogar para o espaço os males” Cristian

“… Meus pedaços aconchegam cada suspiro meu… Minha veste já entregue revolta por que reveste a proteção que se esqueceu… Toque em pele sem calça, realça o encontro da mão estendida que regressa ao meu ex-contato ateu.” Tiago

“… Uma sensação de carinho, um começo, depois mudando o ritmo, sensação de medo” Everton

“… Dormindo, momentos antes, depois me senti mais a vontade” Willyan

Em breve outros relatos das vivências!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s