INSCRIÇÕES OFICINA DE TEATRO SOCIAL 2015


A Trupe Ortaética de Teatro Comunitário realiza pelo décimo quinto semestre consecutivo sua tradicional OFICINA TEATRAL que proporciona um mergulho em diferentes linguagens das artes tendo como plataforma de reflexão social – O TEATRO.

A oficina contará com a participação de todo elenco da Trupe, além de convidados para investigar o tema escolhido pelos novos teatralizadores que irão chegar. Tudo isso sob a coordenação do Professor Tiago Ortaet.

É com profunda satisfação que anunciamos aos amigos e parceiros de nossa “Ortaética” que firmamos parceria com o amigo Gustavo Henric Costa, o Guti! Essa parceria está diretamente em sintonia com nossa militância cultural e de permanente valorização da JUVENTUDE como protagonista do cenário brasileiro para enfrentar com ousadia e criatividade o mundo contemporâneo frente aos grandes desafios que estão por vir.

Trupe Ortaética de Teatro Comunitário

&

Guti

Convidam para Oficina de Teatro Social

Plataforma de inscrições: http://www.trupeortaetica.wordpress.com

Início das Inscrições: 08/03/15

Término das Inscrições: 25/03/15

INSCRIÇÕES PRORROGADAS – ATÉ 1 DE ABRIL

Processo de Seleção: Carta de interesse

Quantidade de vagas: 30

Faixa etária: de 15 à 100 anos

Divulgação dos selecionados: 26/03/15

Início dos encontros: 28/03/15

Local:  Escritório do Guti – Centro de Guarulhos

Periodicidade: todos os sábados das 15h às 17h

Duração: De Abril à Julho

Ministrante dos encontros: Professor: Tiago Ortaet & Equipe Ortaética 2015

Coordenação: Tiago Ortaet

Objetivo da oficina: Desenvolver as habilidades de comunicação e percepções nas relações pessoais e profissionais do cotidiano através da ferramenta teatral refletindo temas sociais.

Já nos curtiu nas redes sociais??? Clique lá e fique por dentro de todas as novidades http://www.facebook.com/casaortaetica

http://www.facebook.com/tiagoortaetoficial

Mais de 1700 pessoas já passaram por nossas oficinas nesses oito anos de intensas atividades. Se você está disposto a um mergulho em auto-conhecimento e apropriação de causas sociais para nossa arte manifesto, venha conosco!!!

Pra conhecer um pouco do nosso trabalho abaixo é possível conferir os mais recentes vídeos.

Lembre-se: teatro é compromisso e responsabilidade… E AÍ ACEITA O DESAFIO DE TEATRALIZAR A VIDA???

Os 25 melhores filmes sobre a infância


Palavras de Cinema

Esse doce período da vida, no cinema, nem sempre foi fácil. Jovens esbofeteados, marginalizados, largados pelos pais – às vezes com tudo ao mesmo tempo. Os filmes abaixo captam a infância como ela é: longe dos contornos belos que Hollywood tentou perpetrar em alguns clássicos, distante da eterna bondade à qual os pequeninos sempre são associados. Veja qualquer um deles e encontre um grande filme. À lista.

25) Tomboy, de Céline Sciamma

tomboy

24) Minha Vida de Cachorro, de Lasse Hallstrom

minha vida de cachorro

23) O Labirinto do Fauno, de Guillermo Del Toro

o labirinto do fauno

22) Filhos do Paraíso, de Majid Majidi

filhos do paraíso

21) O Garoto da Bicicleta, de Jean-Pierre e Luc Dardenne

o garoto da bicicleta

20) Vítimas da Tormenta, de Vittorio De Sica

vítimas da tormenta

19) Alemanha, Ano Zero, de Roberto Rossellini

alemanha ano zero

18) A Infância de Ivan, de Andrei Tarkovski

IVAN'S CHILDHOOD

17) Brinquedo Proibido, de René Clement

brinquedo proibido

16) Adeus, Meninos, de Louis Malle

adeus meninos

15) Meu Amigo Totoro, de Hayao Miyazaki

meu amigo totoro

14) O…

Ver o post original 102 mais palavras

CRÔNICA DE UMA TARDE DE SÁBADO!!!


HISTÓRIAS RETICÊNTES

Entardecer diante de um portão fechado e calar-se feito uma trava de cadeado seria um sinal equivocado… Não me serve de socorro um sinal do morro, me serve a bandeja que de lá vem,  meu teatro protestante,; teatro social de arsenal inquietante. Me serve tanto que visto a causa!

Uma trupe de raíz mambembe não se acovarda diante do caos; não se entrega; mesmo que caia um temporal, tomamos chuva como quem toma um gole de vontade, de boca seca pra beber dessa fonte teatral; mesmo que o caos atrapalhe o planejamento, planejaremos caos novos e mais coloridos, mesmo que tenha que buscar um novo quintal; valei-me minha mente teatral…

Dois carros levam quantos atores, eu redijo meu ponto de interrogação; mas diante da imensidão do total, eu não consigo contar, pois o amor é inexplicável e o infinito não se pode medir!!!

Valeu pela garra Ortaéticos!!!

Tiago Ortaet 

TEXTO DO NOSSO COORDENADOR ORTAET SOBRE O PROJETO CURTA-METRAGEM “DUAS DE CINCO + COCCIX-ÊNCIA”


CINE-MANIFESTO

Em noite de estreia de um curta-metragem de longa provocação, daqueles de ficar pulverizando um inseticida verbal em ervas daninhas de nosso estado capital; a capital do que nos negam diariamente, das rezas que não socorrem o teor do batente, da politica ausente ou da colheita, do que mais quiser degladiar.

Se a arma dele é a poesia, por que a nossa não seria? Poesia do olhar, do corpo e da alma!

Em videoclipe futurista, meninos e meninas imersos, brincam de artista com o adolescer de cada cena; recortam cada verso com os olhares germinais, como quem pede algo a mais; como quem pode bater no peito pelo teatro que fora plantado em um aprendizado que se construiu em dialética, em interpretações de cara aberta, “made in” periferia, poesia frenética, tipo exteriorização Trupe Ortaética.

Diante das canções em tons lacrimais da realidade, do mestre do extremo da cidade, do poeta das bordas sociais, eu e meus plurais gingamos em busca de oportunidades que escassas feito água em tempos atuais, diluem-se em poucas margens. Bebemos do que acreditamos e navegamos nesses mares, ao mar aberto; por que de certo nossa arte é orgulhosamente oriunda dos tesouros da periferia! O burguês: Mas quem diria?

Uma Trupe de “espectatores” que ao criar expectativas, mas sem ficar assistindo a realidade; aponta a ferida e cutuca, aperta e reluta, sublinha o cotidiano por um teatro manifesto; eis que meninos e meninas se entranham nesse laboratório de percepções para parir intervenções pela cena de todos nós.

Uma Trupe com status de teatralização, de estado de prontidão, sem sede, mas com sede de justiça social; acolhe seres demasiadamente HUMANOS de todas as idades para dizer o que não se diz ao fechar das cortinas; cena raíz! Não há cortinas que mascarem nossas verdades!

Meus meninos Ortaéticos a quem zelo; souberam ser conduzidos cenicamente sob minha inquietante pulsação teatral; eles carregaram toda uma história de resistência, de um projeto que emerge, luta e sobrevive; que vai ao encontro do legado do Criolo, rapper de versos ácidos a quem atribuímos nossas cenas de protesto no palco. Nosso palco é o asfalto, é o mundo!!!

Pelo comando da claquete e sob os olhares generosos, atentos, num enredo real e cinematográfico, o diretor Denis Cisma, nos embalou em sua versão estética para as poesias musicadas do Criolo; brasilidade genuína e lente que revela, nós fomos parte desse tempero, isso nos dá uma grande honra e gratidão!!!

Sob o mesmo céu que nos corteja em nossas cenas do extremo Norte de São Paulo, o Grajaú segue a labuta de cada cidadão, de cada artista do gueto; de cada dia útil, de trampo e escadarias; seguimos a nossa missão, com o teatro de corpo, alma e AÇÃO!

Tiago Ortaet
Preparador de Atores do curta-metragem “Duas de Cinco + Cóccix – ência” do Rapper Criolo. Direção Denis Cisma (Produção Paranoid Brasil)

É HOJE!!! EU ACREDITO QUE O ESPETÁCULO TRUPE ORTAÉTICA & X-9 PAULISTANA TÁ GARANTIDO!!!


QUARTO CARRO DA X-9 PAULISTANA

PROPOSTA IDEOLÓGICA DE ENCENAÇÃO TEATRAL TRUPE ORTAÉTICA DE TEATRO COMUNITÁRIO

Criação: Tiago Ortaet * Supervisão Artística: Yaskara Manzini

Sete atores com figurinos clássicos de Óperas representam de maneira estética a nobreza, a realeza e o classicismo da história mundial do teatro; entretanto o rosto de cada um deles traz a menor máscara do mundo, o nariz de palhaço, diante de um rosto pálido, para subverter a postura hegemônica dos grandes reis, dos nobres, que jamais se permitiram rir de si mesmo; sobretudo, o clown transgride por natureza, a lógica das coisas.

São quatro cenas curtas, que se articulam com o enredo, tema da escola, através de performances e conceitos gestuais que provocam os contos de referência.

Na primeira cena os atores simbolizam uma cena clássica de “Hamlet” de Willian Shakeaspeare, com a frase mundialmente conhecida “Ser ou não ser, eis a questão” onde os palhaços ficam curiosos e encantados para terem acesso a essa consciência representada pelo crânio erguido em cena.

Na segunda cena os “Ortaéticos” divagam sobre “O Alienista” de Machado de Assis, onde um médico satiriza os ditos loucos com uma vacina contra a loucura.

Na terceira cena, novamente se apresenta o universo de Shakeaspeare, com o clássico “Romeu e Julieta” e a cia teatral, não menos provocativa, apresenta um diretor maluco, que está ensaiando seus atores em cena com três versões simultâneas dessa trágica história de amor: Romeu & Romeu, Julieta & Julieta e Romeu & Julieta, pois em pleno século XXI é preciso abrir portas da diversidade.

A quarta cena fica por conta de uma exploração superficial do mote do “Teatro da Crueldade” de Antonin Artaud, com seus gestos angustiantes. Os atores simulam estarem presos por “camisas de força” e após insistentes tentativas, se libertam e curtem o carnaval com seus delírios clownescos.

Na coreografia do refrão do samba enredo, os atores interpretam passos do desequilíbrio, se assustam com fantasmas dessa ópera desvairada e em seguida batem no peito com o símbolo da X-9 numa alusão ao festejo popular que liberta! Durante toda coreografia haverá um sétimo elemento que ficará encantado com os passos e anotando cada ação dos atores, como se estivesse tentando teorizar aquele prazer. Como diz nosso Carnavalesco Flávio Campelo “De carnavalesco e louco, todo mundo tem um pouco”

Ortaet

TRUPE ORTAÉTICA ACABA DE PARIR MAIS UMA OBRA PELOS OLHARES DA CORPOESIA DE COHEN E ATORES-ATIVOS DO CENTRO DA JUVENTUDE HELENA PORTUGAL


Ortaet poetiza com palavras a corpoesia ****
(re)PARTO vezes muitos germinais dessas culturalizações da periferia, valei-me poesia!!!
As sombras que assombram meus pés, percorrem devagar o chão quente, sangue ferve, olhar aquece, acolhe e recolhe… Sangue parindo vida, renascer em vento uivante, em poeira que levante, sangue jorra em direções de dentro de mim… Vias e veias que irrigam meu amor latente. De repente repito meu verso germinal. Núcleo-solo, quando ainda não vem o temporal, rizoma-ser quando ainda não ferveu meu estado espacial. Olhar nenhum pariu um coração vazio, amor em lócus, terra e sereno baldio! Tiago Ortaet

 

AGRADECIMENTOS


  • AGRADECIMENTOS

 

  • CEU JAÇANÃ
  • Gestor

Pedro Paulo Puodzius

  • Coordenador de Ação Educacional

Jamir Candido Nogueira

  • Coordenadoras de Projetos Educacionais

Maria Estela Cardoso Martinez

  • Coordenador de Ação Cultural

Samira Dias Santana Nascimento

  • Coordenadoras de Projetos Culturais

Silvia Regina Linhares dos Santos e Gilvania de Freitas Costa

  • Às inúmeras funcionárias da limpeza, da segurança e organização do Ceu Jaçanã pela gentileza e acolhimento.
  • PROGRAMA VAI – ESPECIALMENTE AO GIL E HELÔ
  • Apoiadores e parceiros
  • Atriz Iaiá do Coletivo Nós na Corda Bamba
  • Arte/Educador Gilberto Araújo e Teatro Girandolá
  • Pesquisadora de Cultura Popular Aura Maximiliano e Coletivo Amoraterra
  • Diretor teatral Ronaldo Lampi e Banda Teatral De Carona
  • Diretora teatral Yara toscano e Ong Mudança de Cena
  • Ativista Marcílio e Cultura dos Tambores
  • Léo Alves e Clínica Terapêutica Humanae
  • Banda Garage Pop
  • Designer David Silva
    Banda Joe Band
  • Ativista Bel e Dona Jade do Centro para Juventude Helena Portugal
  • Publicitária Liliane Baudain e Hdesign
  • Vanessa Monteiro e Chocolarte’s
    Jornalista Aline Kátia Melo e Blog da Folha de São Paulo
  • Sr. Carlos da Silva diretor da Escola Estadual Parque Continental
  • Cineasta Denis Kamaoka e toda equipe da produtora Paranoid Brasil
  • Rapper Criolo
  • Artista Plástica Adriana Amália
  • Ativista Social Allan Douglas e Roctary club 
  • A todos amigos e familiares que escrevem conosco essa história de comunhão cultural, direta ou indiretamente! Alehop!
  • Equipe Ortaética 2013

2013 – um ano vívido, repleto, intenso e cheio de amor como deve ser!!!


Em 2013 a Trupe Ortaética de Teatro Comunitário contemplada pelo VAI – Programa de Valorizações de Iniciativas Culturais da Cidade de São Paulo, pôde alçar novos vôos em sua proposta de democratizar a arte na periferia da Zona Norte Paulistana.

Á caminho do seu sétimo ano de atividades esse coletivo de artistas populares agrega mais amigos das artes para um mergulho intenso onde o teatro permeia o cotidiano.

Um ano intenso, relacional, vívido, cheio de experimentações e sobretudo de portas abertas: Assim foi 2013.

 

Veja algumas de nossas ações:

 

  • Oficina de teatro no CEU JAÇANÃ para pesquisa do espetáculo “Pedra no Lago” um laboratório sobre a infância
  • Aprovação no Programa VAI da prefeitura de São Paulo
  • Aula pública e intervenções nas praças do Jaçanã
  • Parceria com a ONG Mudança de Cena e produção do espetáculo de teatro do oprimido “Nosso Segredinho” sobre abuso sexual, sob direção de Yara Toscano
  • Curso de Dança com o mestre Ivaldo Bertazzo na Escola do Movimento
  • Apresentações poéticas e intervenções nos Saraus da Confraria Poética Marginal de Franco da Rocha
  • Iniciação do Núcleo de Música da Trupe Ortaética com composições autorais
  • Visitas à coletivos artísticos de São Paulo para aprimorar nosso trabalho e buscar parcerias
  • Virada Cultural Independente com mais de 500 jovens numa maratona de apresentações artísticas
  • Participação no Movimento CENA-NORTE que busca o fortalecimento da produção teatral na Zona Norte de São Paulo
  • Participamos da Reunião da classe teatral de São Paulo com o Secretário de Cultura Juca Ferreira e grupos teatrais de toda a cidade.
  • Recebemos em nossos encontros diversos artistas/pesquisadores para colaborarem em nossos estudos
  • Oficina Corpoesia – com estudos da Dança/teatro
  • Festa Junina e quadrilha maluca com a comunidade
  • Participamos da 5ª edição do Fórum Arte e Políticas publicas do Interior, Litoral e Grande São Paulo na cidade de Osasco
  • Tivemos a vivência “ÚTERO” com Thiago Cohen
  • Fomos convidados a participar das gravações do novo videoclipe da BANDA TEATRAL DE CARONA
  • Inauguramos o segundo semestre de 2013 com um workshop de teatro do oprimido aberto a toda a comunidade ministrado pelo ator e diretor Ronaldo Lampi
  • Lançamento das novas camisetas da Trupe Ortaética
  • Celebramos nossa prática artística com a oitava edição do FORMARAU recebendo em nosso palco vários amigos num sarau multi-performático
  • Inauguramos a série de Leituras Dramáticas do CEU Jaçanã com um texto de cultura popular
  • Evento artístico/terapêutico “O baú da infância” também gratuito e aberto a toda comunidade, mediado pelo psicanalista e membro da equipe Léo Alves.
  • Marcamos presença nas Conferências Municipais de Cultura de São Paulo e Guarulhos
  • Realizamos Oficina de Cultura Popular com a artista Aura Maximiliano que tivemos a honra de receber
  • Desenvolvemos oficina de dança/teatro com adolescentes do Centro de Juventude Helena Portugal
  • Recebemos em nossos encontros teatrais produtores da industria cinematográfica PARANOID para selecionar jovens para o novo vídeo-clipe do rapper Criolo.
  • Três jovens da Trupe Ortaética protagonizaram o clipe do Criolo que terá lançamento nacional ainda em 2013.

Amanha aula-teste na Trupe Ortaetica para selecionar 3 jovens para protagonizarem videoclipe de um expoente do RAP nacional


Nosso encontro teatral que ocorre todos os sábados na Sala de Danca do CEU JACANA desde Fevereiro sera palco para produtores de um grande nome da musica brasileira.

Esse encontro sera aberto a todos interessados. Serão selecionados jovens entre 14 e 17 anos.

Agradecemos a confiança e o convite de sediarmos essa seletiva para um trabalho que por natureza ja traz criticidade, poesia e urbanidade.

 

ESTAREMOS EM MAIS ESSA AÇÃO DE POLITICAS CULTURAIS


Oficinas de Capacitação acontecem em São Paulo e Guarulhos

Nos próximos dias, a equipe da Representação Regional de São Paulo do Ministério da Cultura irá realizar uma série de oficinas para auxiliar os candidatos do Concurso Cultura 2014 (inscrições até 04/11) e do Edital de Ocupação dos CEUs das Artes (inscrições até 14/11). Além disso, acontecerá evento para capacitação de Pontos de Cultura, em Jaboticabal, para divulgar o Vale-Cultura, no município de Salto e para tratar do Sistema Nacional de Cultura-SNC, em Suzano, Mogi das Cruzes, Limeira e Votuporanga.

CEUs das Artes

O objetivo dos CEUs é integrar, num mesmo espaço físico, programas e ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços socio-assistenciais, políticas de prevenção à violência e inclusão digital, de modo a promover a cidadania em territórios de alta vulnerabilidade social das cidades brasileiras.

Qual o objetivo do edital?

Promover a seleção de 80 projetos de ocupação para os CEUs (sendo um para cada) pertencentes à listagem disponibilizada no site da Funarte (Anexo 01). Em São Paulo, estão nesta relação os CEUS de: Catanduva, Francisco Mortao, Matão, Penápolis, Santa Bárbara D’Oeste, Sertãozinho, Itu, Campinas, Itapira, Barretos, Votorantim, Indaiatuba, Andradina, Registro, Rio Claro e Araras.

Clique aqui e saiba mais.

Concurso Cultura 2014

O objeto deste concurso consiste na escolha de, no mínimo, 206 (duzentos e seis) trabalhos artístico-culturais, relativos à participação de artistas, grupos, coletivos e agentes culturais, para futura contratação, no intuito de promover a cultura brasileira no período da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014, que ocorrerá nas seguintes cidades-sede: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife, Natal, Cuiabá, Brasília, Manaus e Fortaleza.

Podem se inscrever  Pessoas Físicas; Coletivo não constituído juridicamente; Pessoa Jurídica de direito privado, com ou sem fins lucrativos, de natureza cultural.

Eixo Brasil das Artes: Dança, Música, Circo, Teatro, Literatura e Artes Visuais

Eixo Brasil Diverso: Manifestações Tradicionais, Cultura Viva e Patrimônio

Eixo Brasil Criativo: Arquitetura, Moda, Artesanato, Design e Gastronomia

Eixo Brasil Audiovisual: Audiovisual

Clique aqui e saiba mais.

Confira nossa programação e venha participar de nossas atividades. Para registrar sua presença, basta enviar uma mensagem para comunicação.sp@cultura.gov.br informando em que data e local estará conosco.

15/10 – São Paulo/Centro – 19hs – Oficina de capacitação sobre o Edital de Ocupação dos CEUs e Concurso Cultura 2014. Auditório do MinC- Alameda Nothamnn, 1058 – Santa Cecília.

16/10 – Guarulhos – 19hs – Oficina de capacitação sobre o Edital de Ocupação dos CEUs e Concurso Cultura 2014. Biblioteca Monteiro Lobato – Av. João Gonçalves, 439, Centro / Guarulhos.

FOI MUITO PROVEITOSA E RELACIONAL NOSSA PARTICIPAÇÃO NO ESPETÁCULO MULTIARTÍSTICO “EU, TÚ, ELE, NOZES E VOZES”


A Trupe convida!

O convite é uma honra!

A honra é toda de todos…

Teatralizar é um rito aberto!!!

Foi assim, como mais um de nossos milhares de encontros…

Nossa participação no evento multiartístico “Eu, tú, ele,, nozes e vozes” do movimento “CENANORTE” onde contamos com a participação da plateia em toda apresentação da esquete “À PROCURA” de autoria do professor Tiago Ortaet; uma reedição de um ciclo de cenas já vivenciado em 2009.

O melhor termômetro para sabermos se nossa intervenção surtiu efeito positivo, são os inúmeros contatos que tivemos de artistas da plateia.

Como gostamos de dizer somos todos ESPECTATORES!!!! vALEI-ME BOAL! 

“Principais obras de Augusto Boal são reeditadas”


NOSSO ETERNO BOAL VIVE EM NOSSOS SONHOS E IDEAIS!!!! TRUPE ORTAÉTICA EM SUSPIROS TEATRAIS… http://www.facebook.com/casaortaetica

Instituto Augusto Boal (blog oficial)

Matéria de Maria Eugênia de Menezes publicada no jornal O Estado de S. Paulo:

Estados Unidos e Coreia. Egito e Canadá. França e África do Sul. Mas também Índia, Noruega, Argentina. Todos esses países estiveram na rota de Augusto Boal: o mais internacional entre os nossos diretores, o mais afamado homem de teatro que o Brasil já produziu.

Com reedição a ser lançada no próximo dia 19, pela Cosac Naify, o volume Teatro do Oprimido e Outras Poéticas Políticas tem muito a ver com o reconhecimento alcançado por esse estudioso mundo afora. “É um livro muito importante porque fecha um período e abre outro”, considera Julián Boal, filho do encenador – morto em 2009 – e autor do posfácio que acompanha a nova edição.

Esses dois períodos apreendidos por Boal no livro estão fortemente vinculados aos acontecimentos que convulsionavam o País nos anos 1970. Escrito durante o exílio do…

Ver o post original 964 mais palavras

TRUPE ORTAÉTICA INICIA CURSO DE DANÇA/TEATRO NO CENTRO PARA JUVENTUDE HELENA PORTUGAL


Mais um lócus social começa a ser degustado na metodologia Ortaética. Nossa equipe deságua teatro para 34 jovens da periferia da Zona Norte de São Paulo, fazendo morada agora, também, no Centro para a Juventude Helena Portugal, com isso reafirmamos nosso compromisso de itinerância e de intervenção produtiva nas comunidades e espaços formais e não formais de educação.

mscaras_teatro6

Muito em breve fotos lindas serão expostas aqui!!! ;) 

MATÉRIA BASTANTE INTERESSANTE PARA NOSSAS PESQUISAS SOBRE INFÂNCIA


Vamos lá papais e mamães, enfiar um vício nas suas crianças só porque elas são agitadas… como todas as crianças saudáveis são.
Como poderemos pretender um mundo com mentes criativas e contestadoras dos velhos paradigmas, se enfiamos nas crianças num vício que serve para a obediência? A vida não é uma reta perfeita. Acostume-se com algum sofrimento e dificuldades.

 

O caminho da vida NATURALMENTE não é para ser fácil

Problemas normais da vida são designados pelas indústrias farmacêuticas como DOENÇAS MENTAIS, precisando assim de remédios cuja eficácia não podem ser mensurados, mas que causam efeitos secundários notáveis. Dessa forma:

Timidez………….vira…..Desordem de Ansiedade Social……………código 300.23

Perda de um ente…..vira…..Desordem Depressiva Maior………… código 296.2

Saudades de casa….vira..Desordem de ansiedade de separação… código 309.21

Desconfiança…..vira …..Desordem de Personalidade paranoica…código 301.00

Ter altos e baixos…..vira……Transtorno Bipolar………….………….código 296.00

Ser distraído…………vira.….. DHDA………………….…………………… código 314.9

É por isso que é quase impossível hoje em dia ir num psiquiatra hoje e não ser diagnosticado com uma doença mental. Em quase 100% destes diagnósticos são recomendados psicoativos. No geral, eles causam cerca de 700.000 reações adversas e 42.000 mortes durante um ano. Os psiquiatras recebem comissões pela indicação destes remédios e a indústria farmacêutica lucra U$ 330.000.000.000 por ano. Estes remédios não tem um poder de cura comprovados. A única coisa que se comprova é uma extensa lista de efeitos secundários nocivos. Está cada vez mais proibido viver com dores, o sofrimento é proibido, temos que viver dentro de uma propaganda de absorvente. Sem sofrimento, não aprendemos a lidar com o mundo real, não evoluímos e não temos coragem para suportar a vida como ela é.

MATÉRIA NA ÍNTEGRA EM http://iconoclastia.org/2013/03/07/brasil-dispara-no-vicio-induzido-pelos-pais-na-droga-da-obediencia-ritalina/